Ler ou reler, eis a questão!

Você olha para a estante e se depara com aquela montanha de livros não lidos. Não sabe se sente alívio, pela certeza de que sempre haverá uma obra à sua espera, ou aflição, por achar que não haverá tempo de vida suficiente para ler tudo o que você tem e ainda deseja. E, não importa quantas vezes prometa para si mesmo que não vai mais comprar nada antes de eliminar metade da sua pilha literária, basta receber um dinheirinho que vai logo dar um rolê na livraria.

Esse drama é familiar para vocês?

É por causa dessa ânsia de ler todos os livros que vemos pela frente que, raramente, paramos para reler uma obra. Além de acharmos que há livros novos demais e tempo de vida de menos, temos poucas oportunidades de parar para ler, afinal, “tempo é dinheiro”. Portanto, precisamos utilizar nossos minutos para o que nos traz lucro financeiro, deixando os momentos de leitura para os poucos segundos de lazer que nos restam…

Então, por que reler uma história?

Reler um livro é como encontrar um velho amigo e ter a certeza de que algumas coisas nunca mudam.

Já havia um tempo em que eu ensaiava reler a série Harry Potter, da qual sou fã incondicional! Mas os livros nunca lidos – e os compromissos literários, como o PL – não me davam uma brecha para começar essa releitura. Um dia, enfim, consegui reler Harry Potter e a pedra filosofal. E como fiquei maravilhada em poder reviver uma história que me encantou tanto no passado! Foi exatamente como reencontrar um velho amigo, que eu não via há anos, e perceber que, independente da distância (ou de quanto tempo o livro ficará na estante sem ser tocado), a amizade será eterna.

Para tornar a releitura ainda mais agradável, não tenho me colocado obrigações. Então, quando dá vontade, entre uma leitura nova e outra, eu pego mais um volume. No momento, estou finalizando Harry Potter e a câmara secreta, e isso me fez pensar nos motivos pelos quais é interessante reler uma obra. Quem sabe algum deles também convence vocês a superar os obstáculos do mundo moderno e dar uma chance à releitura?

1. Para ter outro ponto de vista sobre a história.

Há uma frase do escritor brasileiro Eduardo Frieiro que diz: “Há uma idade para ler e outra para reler”. À medida que crescemos, nossos pensamentos também mudam, se desenvolvem, se transformam. Ao reler um livro anos depois, com outra idade e, consequentemente, outra cabeça, é possível ter um outro ponto de vista sobre ele. De repente, um olhar mais maduro ou aguçado pode tornar aquela história ainda mais especial.

2. Para entender melhor a história.

Quando se trata de um livro com muitos plot twists, reler pode ser até necessário! No meu caso, nessa releitura de HP e a câmara secreta, tenho achado muito interessante observar alguns detalhes que haviam passado despercebidos anos atrás (sobretudo a respeito do comportamento de Gina Weasley). Imagine, então, os livros policiais ou de suspense em que as reviravoltas são tantas que, no final, você sente que não captou todos os pormenores? Vale uma releitura no futuro!

3. Para dar uma segunda chance ao livro.

Existem os livros que amamos, os que odiamos e… os que ficamos em cima do muro. Aqueles que, quando acabam, não conseguimos definir exatamente qual nosso sentimento em relação a eles. Foi o que eu senti, por exemplo, quando terminei Eleanor & Park. Por isso, algum dia, eu ainda vou reler essa obra e, quem sabe, captar melhor as mensagens que ela pretende deixar.

4. Para continuar na história.

Hoje em dia, são raros os livros que realmente acabam quando terminam. Geralmente, as histórias são adaptadas para uma série ou filme, ou as obras ganham continuações e spin-offs – como Extraordinário, por exemplo, que ganhou outros livros com as história dos amigos de Auggie, ou o próprio Harry Potter, que tem livros como Quadribol através dos séculos e outros contos à nossa disposição. Para assistir a uma adaptação ou ler a sequência de um livro, pode ser interessante reler a obra ou o volume anterior.

5. Para matar a saudade.

Esse foi o motivo que me fez reler Harry Potter. E precisa de razão melhor? Às vezes nos sentimos tão próximos do ambiente e dos personagens que sentimos falta deles como se fossem pessoas reais (e quem disse que Hogwarts não existe para além dos muros da plataforma 9 3/4, não é mesmo?!). E tem obras que simplesmente não podem ser lidas apenas uma vez na vida!

E vocês, também apoiam as releituras? 🙂

Taurina, jornalista, casada com o Xu e mãe de um poodle preto chamado Bruce (Wayne). Poderia viver eternamente de doces e livros.

5 Comment

  1. Oi, sou completamente a favor da releitura de obras favoritas! E adoro posts assim mais reflexivos. Parabéns! Beijos

    1. Oi Van! Eu já sabia mesmo que você era a favor das releituras, afinal, acompanho seu blog também rs É bem legal poder voltar para um mundo que você gostou tanto da primeira vez que conheceu. E, nessa viagem, a gente acaba explorando coisas novas! Também adoro seus posts reflexivos! Um beijo!

  2. Thaís, eu acho bem bacana quem consegue reler bastante, mas minha ansiedade me impede de fazer isso com a frequência que gostaria, principalmente pelo que você falou sobre a sensação de “não ter tempo suficiente de vida” para ler tudo o que a gente quer. Mas de vez em quando eu me aventuro por uma história antiga e sempre é uma boa experiência. Enfim, adorei o post! Beijos

    1. Entendo perfeitamente, Stephanie! Esse sensação de que “nunca vai dar tempo” me assombra sempre! Não só em relação à leitura, mas a outras coisas da vida que tenho vontade de fazer e acho que precisarei de uns 120 anos pra isso! hahaha Mas essa releitura de HP realmente me fez pensar no quanto é gostoso e até confortável se aventurar por uma história que você sabe que é boa, que não tem perigo de ser uma leitura ruim! De vez em quando, revisitar esses livros vale a pena!
      Obrigada pela visitaaa. Beijos!

  3. Olá, Thaís!
    Me faço essa pergunta diariamente também. Sou louca para reler O mundo de Sofia, mas em razão da lista enorme de livros que tenho parar ler, acaba não sobrando tempo para as releituras. Tenho certeza que irei ter uma experiência ainda melhor, quando eu puder reler O mundo de Sofia, pois tenho um amor muito grande por esse livro.
    Ainda não tive a oportunidade de ler HP, mas tenho vontade de conhecer essa história que é tão querida por todos!

    Enfim, eu adorei seu texto <3
    Beijão

Deixe uma resposta