Em cena: novo mês, novas adaptações

“Em fevereiro, tem carnaval…”, já dizia a letra da música País Tropical do músico Jorge Bem Jor! Mas, no segundo mês do ano, além dos esperados quatro dias de folia, também tem novas adaptações literárias chegando às telonas.

Veja quais são as novidades desta semana!

Cinquenta tons mais escuros

O primeiro filme da lista é um romance “hot” e é muito comum ouvir de quem já leu o livro – em sua maioria esmagadora mulheres – opiniões que misturam uma certa empolgação com outros sentimentos que mexem, sobretudo, com o imaginário de quem acompanha a história.

A trilogia Cinquenta tons de cinza, escrita por E. L. James, que já teve uma primeira adaptação para as telonas, ganha seu segundo filme: Cinquenta tons mais escuros. O novo longa, talvez a estreia mais esperada do mês, deve levar milhares de pessoas aos cinemas de todo país para acompanhar a continuação da aventura amorosa da jovem e inocente Anastasia Steele com o misterioso Christian Grey.

Na segunda parte da história, Anastasia decide terminar seu relacionamento com Grey e focar no desenvolvimento de sua carreira. Entretanto, o desejo fala mais alto e ela se vê novamente envolvida com os jogos sexuais do conturbado empresário. Conforme os dois começam a construir confiança e encontrar estabilidade, figuras sombrias do passado de Christian começam a assombrar o casal, determinadas a destruir suas esperanças de um futuro juntos. A atriz Dakota Johnson e o ator Jamie Dordan dão vida aos personagens principais da trama e prometem elevar as temperaturas dentro das salas de cinema.

O novo filme, que terá estreia mundial nesta quinta-feira, chega cheio de expectativa por parte de milhares de fãs. A esperança dos produtores do longa é que o segundo filme da saga Cinquenta tons de cinza repita o estrondoso sucesso do primeiro, que gerou cerca de R$ 1,5 bilhão de lucro nas bilheterias dos cinemas de todo o mundo, sendo quase R$ 70 milhões só aqui no Brasil.

Marguerite & Julien: um amor proibido 

O segundo filme da lista também é sobre uma história de amor, mas proibido e um tanto quanto polêmico!

Marguerite e Julien de Ravalet são irmãos, filhos do Senhor de Tourlainville. Muito próximos desde a infância, eles começam a desenvolver uma paixão recíproca quando crescem. Contudo, esse amor escandaliza a sociedade, que os persegue e não aceita de forma alguma o amor incestuoso.

A história do longa foi inspirada no livro Julian et Marguerite: les amants maudits de Tourlaville – algo como “os amantes malditos (ou amaldiçoados) de Tourlaville”, em tradução livre para o português. A obra impressa foi escritapor Piat Collette, em 1985, e lançada pela editora Albin Michel. O livro foi escrito em francês e ainda não tem uma tradução para o português.

Redemoinho

E o terceiro filme da lista é uma produção nacional. A história de Redemoinho se passa em Cataguases, Minas Gerais, onde dois amigos, Gildo e Luzimar, se reencontram após muito tempo separados. Luzimar nunca saiu de sua cidade e trabalha em uma fábrica de tecelagem, já Gildo mudou-se para São Paulo, onde acredita ter se tornado um homem mais bem-sucedido. Na noite de Natal, eles se confrontam com o passado e, em um intenso mergulho em suas memórias, partem para um arriscado acerto de contas.

No elenco da produção cinematográfica estão Irandhir Santos e Júlio Andrade nos papéis principais, a atriz Dira Paes, além de outros atores.

A história do filme foi baseada no livro O Mundo Inimigo – Inferno Provisório Vol. II, de Luiz Ruffato. A publicação é o segundo livro da série O Mundo Inimigo, que conta com cinco obras.

 

Mineiro, jornalista, escorpiano, leitor de boas histórias, amante de práticas saudáveis, apaixonado pela natureza e por boas vibrações.

Deixe uma resposta